Não gosto de cozinhar e agora?

Em 14.03.2015   Arquivado em Cotidiano

Cozinhar é uma arte para poucos. Digo, cozinhar bem e com gosto. Essas duas condições correm na veia da minha família, mas curiosamente não corre nas minhas veias. Sim, pessoas, é meio triste, mas eu não gosto muito de cozinhar e acho que não tenho muito talento pra coisa. Como a minha vó e a minha mãe fazem comidas salgadas tão maravilhosamente bem e as minhas tias fazem doces deliciosos eu acabei ficando com o dom de saborear as receitas =). Mas a minha realidade começou a mudar quando comecei a fazer faculdade, e mais ainda quando comecei a namorar. A minha mãe trabalha muito e quase não tem tempo mais de fazer comidas gostosas pra mim, e foi aí que eu me vi em um beco sem saída: Ou eu começava a fazer a minha própria comida ou eu teria que sobreviver de miojo! Apesar de eu gostar bastante de miojo, chega uma hora que não dá nem pra olhar mais pra cara dele, né?

tvde29-nao-sei-cozinhar

E aí, você, minha amiga, que assim como eu, não sabe cozinhar ou mesmo não tem muito gosto pelo fogão eu te dou algumas dicas para não morrer de fome quando não tem ninguém para amenizar a sua larica.

Aprenda a fazer arroz: Você definitivamente não precisa aprender a fazer feijão, principalmente se você for como eu e tiver mais medo da panela de pressão do que do próprio Capiroto, mas você vai ter que aprender a fazer arroz. E um bom arroz! Ele acompanha qualquer coisa, até mesmo aquela salsicha que você acabou de tirar do congelador pra misturar com aquele pacote de molho de tomate pronto (sim, amigo, eu sei que você vai fazer isso). Você pode sim sobreviver com pão e ovo, mas um ovo frito com arrozinho branco é mais gostoso, não? E fazer arroz, é tão fácil, mas tão fácil, que quando você fizer pela segunda vez e ele sair bom, você nunca mais vai esquecer. E mais uma vantagem do arroz, é que ele rende muito e é bem rápido pra ficar pronto. E quando você conseguir fazer o seu arroz, e ainda quiser feijão, mas acha que não está preparada pra enfrentar a panela do Cão, compra pronto que vai ficar tudo bem!

Siga receitas e dicas: Quando eu fiz o meu primeiro arroz sozinha, eu pedi ajuda pro meu pai. Ele meio que passou como fazer e eu segui exatamente como ele falou, e não é que deu certo?! Por isso sempre que eu quero fazer alguma coisa que eu não tenha certeza do preparo ou das quantidades, ou mesmo aquela receita mais elaborada, eu peço a receita para alguém que saiba fazer, ou procuro a receita na internet. Livros de receitas também são sempre bem vindos, mas algumas vezes as receitas que os livros oferecem requerem uma maior habilidade na cozinha, que nós sabemos que não temos. Mas se você viu aquela receita de risoto de gorgonzola com trufas e queijo mascarpone, porque a foto estava LINDA e você quer muito fazer para o seu amor, leia muito bem a receita antes de começar a preparar, e nunca pense que você já decorou, porque aí você corre um sério risco de colocar ingredientes na hora errada, e no final você sai com uma bela gororoba.

Não cozinhe com fome: Porque todo o mundo sabe que a pressa é a inimiga recalcada da perfeição, e ela adora mandar lembranças. Imagine você, que não come nada desde as 2 horas da tarde e acabou de chegar em casa, as 8 horas da noite, e quer fazer uma janta caprichada pra matar a larica. Destruição na certa. Você vai pular etapas, ou não deixar cozinhar as coisas direito e vai acabar comendo comida ruim, ou tendo que retornar a panela. Então relaxe, tapeie o estômago com alguma fruta, ou iogurte (nada muito pesado pra não matar totalmente a fome, né?!) e só comece a cozinhar quando estiver com paciência e não faminta.

Tenha alguém pra compartilhar a comida com você: Esse não é um item obrigatório, mas ajuda no processo. No começo eu fazia comida pra mim, quando eu chegava da faculdade, ou do meu antigo trabalho, mas na maioria das vezes me dava preguiça e eu acabava comendo besteiras, por serem mais rápidas também. Mas quando meu namorado começou a passar mais tempo comigo eu vi que nós dois tínhamos que nos alimentar direito, e essa foi a minha maior motivação. Cozinhar para nós dois. E eventualmente eu comecei a cozinhar até para os meus amigos quando eles vinham aqui em casa, e agente acabava dividindo algumas tarefas na cozinha, o que é bem prazeroso e dá até pra trocar dicas e truques. Porque cozinhar para mais pessoas é sempre mais legal.

 Bom, o segredo é não se afobar e esperar o tempo certo de cozimento de cada alimento, e se surgir alguma dúvida liga pra sua avó ou pra sua mãe que elas vão ficar felizes (ou chocadas) que você está se esforçando para aprender a cozinhar. Claro, que no processo de aprendizagem você vai cometer muitas gafes, e queimar muita panela de arroz, mas a vida é assim mesmo, cheia de falhas e acertos, certo? Espero que isso anime vocês a se arriscarem mais na cozinha, e quero que me falem como foi fazer seu primeiro arroz. Beijos e boa refeição =)

Imagem: blog naoseicozinhar.net