Sobre ser mulher

Em 11.03.2016   Arquivado em Beleza, Cotidiano

tvde29-sobresermulher

Eu tenho acompanhado um grande movimento Feminista em blogs, em vídeos no YouTube e até mesmo no Facebook. Eu ainda não sei o meu posicionamento sobre esse assunto, não posso me considerar 100% feminista, já que nunca estudei nada sobre, logo não tenho um grande conhecimento da parte teórica. Mas como toda mulher eu tenho um grande conhecimento da parte prática, aquela que você vive no dia a dia, sabe.

Vamos falar sobre homens? Não, acho que hoje não. Vamos falar sobre o feminismo? Também não. Queria muito falar sobre as minhas inquietações, as minhas angustias sobre relacionamentos com homens, com meu namorado, com meu pai, meu avô ou meus amigos homens, mas eu não acho que esse é o momento. Não porque eu queira resguardar ninguém, é só porque eu não me sinto preparada, em questões de palavras.

Queria muito ter a minha parcela de “abrir os olhos” de todas as pessoas que passam por situações que a fazem pensar duas, até três vezes “Porque eu to passando por esse momento mesmo?”. Mas já que eu não tenho as palavras belas pra externalizar o que eu sinto quero muito que você leia esse texto sobre o desamor dos homens, sobre o geito que somos criadas, sobre ser mulher, lá do blog Versoando: Sobre o desamor do Homen e sinônimo de cu é rola

E quero que você veja esse vídeo, sobre o porque o Dia Internacional da Mulher tem uma data especial, que esse dia não é só para os floristas ganharem dinheiro e para os hipócritas de chamarem de especial.

Depois eu fico aqui esperando que em algum lugar no futuro, um que não seja tão distante de mim, um que eu possa vivenciar, nós sejamos iguais e nada mais. Até lá eu trabalho aqui com meu coração de mulher.

 

Vivendo Offline

Em 01.03.2016   Arquivado em Cotidiano

tvde29-vivendooffline

Eu nunca fui muito chegada nessas coisas de computador e tecnologias, e redes sociais e celulares, basicamente tudo que liga você socialmente com outras pessoas, entende? Até hoje eu sou assim, meio desapegada, mas eu já fui muito mais. Eu preferia muito mais ficar jogando vídeo game ou vendo tv do que ficar no computador criando blogs e fotologs. Isso é o que eu gosto de chamar de ~vivendo offline~. Eu achava engraçado pessoas como a Mari Moon serem pessoas comuns, mas ao mesmo tempo tão populares e queridas só pela internet. Essa estranheza passou quase que completamente recentemente, quando eu dei por mim que a maioria das pessoas que eu admiro, sei lá, uns 95%, trabalham em um ambiente totalmente online! Não são estrelas de Hollywood (aliás, parabéns, Leo), nem possuem empresas multimilionárias, como a Apple,  elas são quase tão comuns quanto eu, mas tão extraordinárias quanto a Jennifer Lawrence.

E essas pessoas e esse tipo de interação, quase não real, conseguiu me situar de uma maneira diferente da pessoa que eu sempre fui. Mas o grande gatilho, é que o meu ~vivendo offline~ anda sendo tão real e recorrente pra mim, que chega a ser irritante as vezes, e foi aí que eu comecei a ter uma maior aproximação do que é ~viver online~. No começo do ano passado eu fui morar com meu namorado na casa dele, com a mãe dele e tudo, muito esporadicamente eu vinha para a casa dos meus pai, e lá na casa nova não tem internet. Eu esperava que logo a situação se normalizaria, mas qual foi a minha surpresa quando NENHUMA das empresas de telefonia de São Paulo entregava internet na região, lá na zona sul?!! A única explicação que conseguiram me dar é de que não há mais portas (oi?) disponíveis na minha rua e de que eles não tinham previsão para novas. A minha única chance era colocar uma linha telefônica (que eu nem ia usar) e esperar até alguém desistir pra eu poder “tomar” o lugar dela. Poxa, Brasil! Aí, na minha santa inocência, comprei aquela internet via modem sem fio… Não vou nem comentar, ok, por que eu devolvi com menos de uma semana de uso, e ainda queriam me cobrar multa! Desaforo!

Ok, momento ódio contra os serviços oferecidos aqui nesse país já foi. A questão que eu fiquei em um longo período offline e fiquei pensando, mesmo, em várias perguntas, como: Porque as grande maioria das pessoas hoje não conseguem viver sem internet? Ou pelo menos acham que não conseguem viver offline?

Eu ainda não sei. E, de verdade, nem sei se eu quero entender. As pessoas são assim e pronto.

Só porque eu até consigo me virar sem internet, não quer dizer que todo mundo é igual a mim. Eu tenho com que o substituir a falta do ambiente online (Bloodborne, quadrinhos, vídeos que eu tenho editado, meu curso de Photoshop), e pode ser que essas mesmas pessoas não tenham, ou não procurem com o que substituir, ou elas balanceiam, um pouco online, um pouco offline. Sim, tem aqueles que são viciados e não largam nunca o celular, mas o que não vicia nessa vida?

tvde29-vivendooffline

O universo é tão grande. A internet também

Nesse meu tempo fora da internet eu senti muito a falta das facilidades que ela gera, como YouTube, pra pegar aquela receita que eu não lembrava; do Netflix, pra ver Jessica Jones e Gravity Falls; do meu blog favorito, Dela Rosa; do Google; Torrent; compras online; podcasts; e muitas outras coisas…

Acho que eu consigo tirar uma lição dessa minha experiência (que perdura até o presente, Why God?!), que eu quero que todo mundo aprenda também:

A internet é tudo. Mas ao mesmo tempo, não é nada!

Compreende?

Quero saber se quando acaba a luz você começa a surtar de leve, por causa do wi-fi. E se o 3G começa a dar piti, você tem um ataque de pelancas. Ou fica tudo ok, tudo beleza? Conta pra mim como é. Beijos, até a próxima.

Cabelos Coloridos

Em 15.02.2016   Arquivado em Beleza

A moda agora é colorir os cabelos, mas quando eu digo colorir eu quero dizer colorir mesmo. Não aquela coisinha de sempre: vermelho acaju ou o batido loiro platinado. Azul, super vermelho, rosa, roxo, prata, verde… o céu é o limite! Na verdade nem o céu é mais limite, já que várias meninas estão colorindo as madeixas com as nuances do espaço.

tvde29-cabeloscoloridos_galaxy

Lindo. Lindo. LINDO!!!!

Eu acho essa moda muito linda, muito ousada e eu confesso que eu super pintaria as pontas dos meus cabelos com uma cor bem extravagante! Lembro que na época da escola uma amiga minha pintou as pontas do cabelo de rosa e eu achei bem esquisito, isso só prova como nossa cabeça muda, né!? Normalmente eu acharia essa modinha de colorir todo o cabelo de acordo com o arco íris, muito chata, nada mais que moda mesmo, sabe, todo mundo faz e pronto. Mas esta é tão bacana, que eu não ligo pra minha ~Quadradisse~. Fico toda hora babando em cabeças novas que eu vejo internet adentro! Assim como na moda das Góticas Suaves, ou quando caveiras eram o grande forte!! Isso me fez perceber que eu não ligo pra moda porque, na maioria das vezes, é ela quem não acompanha meus gostos e eu acabo “cagando” pra moda no geral. De certa forma isso é muito bom, porque faz com que eu não tenha tanta vontade de ter as coisas que estão na moda, e aí eu gasto menos.

tvde29-cabeloscoloridos_woods

Lindsay Woods. Já teve as madeixas de várias cores

Ter cabelos coloridos é uma tendencia antiga, lembro da veterana Mari Moon que sempre pintou o cabelo de várias cores, mas até então eu não ligava muito pra essas coisas, atééééé conhecer os vlogs da Lully de Verdade e eu pirei nas mechas de várias nuances que ela exibe até hoje. A manutenção desse tipo de cabelo, com mais mechas e tals, tem uma manutenção um pouco mais trabalhosa, mas o resultado é maravilhoso! Se eu fosse replicar algo assim, eu já antevejo a preguiça mortal que me daria toda vez que eu tivesse que fazer os retoques, hahaha. Ah, e caso você esteja interessada nesse tipo de manutenção a Lully tem um vídeo que ela mostra todo o passo a passo de como ela reaplica as tintas.

Descobri várias meninas legais com cabelos de babar, uma delas é a Camila, com as pontinhas rosas, muito fofo e feminino, me lembra a época que a Avril Lavigne usou as pontas da mesma maneira. Sem contar que ela é muito estilosa, Meo Deos, essa menina!

tvde29-cabeloscoloridos_camila

Camila sendo a menina com mais estilo que eu já conheci na terra.

Outra técnica antiga, mas que foi inovada com cores legais, é o Ombre Hair. O que antes ara marrom em cima descendo para o loiro hoje tem Ombre de ruivas, que na minha opinião é a coisa mais charmosa do mundo!!

tvde29-cabelocolorido_eaibeleza

Foto do blog E aí Beleza?

Aí você me pergunta: Mas e as tintas Jéssica, elas duram no cabelo? Qual tinta eu devo usar? Onde comprar? Bom, depende do seu tipo de cabelo, se ele é mais fino ou mais grosso, se é mais claro ou mais escuro, oleoso ou mais seco, é tudo relativo, e sempre tem que fazer o famoso teste da mecha antes. Mas uma coisa é real, a tinta não vai pegar em cabelos virgens, você vai ter que dar aquela descolorida básica pra tinta fixar bem e durar mais. O meu cabelo, por exemplo, ele é meio loiro, um pouco seco e bem fino: eu deixaria o descolorante agir por pouco tempo, pra agredir menos e por conta dele já ser mais claro. Também depende muito de qual a sua intenção, você quer usar cores malucas para ir em uma festa, ou quer aderir a moda mais sensacional de todas como parte de você? Supomos que você seja como eu e quer que a tinta dure eternamente, logo você vai precisar de tintas mais potentes e que desbotem menos, e pra isso o investimento terá que ser mais alto. A Lully indicou no vídeo algumas tintas e eu vou fazer um comparativo com uma cor rosa da Special Effects (que até a MariMoon indicou ela como uma das melhores tintas fantasias) e uma nacional, a Keraton fix, que na prática dura menos:

tvde29-cabeloscoloridos_keratonfix

As tintas da Keraton Fix

No site da Ikesaki as tintas da Keraton Fix saem por 19,90 R$.

tvde29-cabeloscoloridos-specialeffects

Algumas das tintas da Special Effects

Já as tintas da Special Effects vão assustar um pouco: R$93,45 mais o frete pelo Mercado Livre e $15,90 dólares pela Amazon, que convertendo nesse dólar maluco fica em torno de R$60,60, sem contar o frete.

A tinta gringa é mais cara, mas é aquilo, se você quer que ela dure mais tempo acho que acaba compensando o valor. Sem contar que essa marca é vegana e não testa em animais e ainda hidrata o seu cabelo enquanto age.

Esse tipo de moda me lembra o estilo extreme dos japoneses e dos coreanos! Adoro! E você já pintou seu cabelo de roxo ou verde? Vai pintar seu cabelo de uma cor exótica esse ano? Eu quero muito, só não sei qual cor exatamente. Deixa aí nos comentários qual cor (ou cores) você gosta. Beijos!

Página 6 de 16«1 ...2345678910... 16Próximo