Posts de Jessica Torlezi

Café da manhã de hotel

Em 15.07.2016   Arquivado em Comida

tvde29-cafe-da-manha-de-hotel

Eu acho que uma das melhores coisas de quando eu vou viajar, a coisa que eu mais fico esperando, a que mais infla a minha expectativa definitivamente é tomar o café da manhã de hotel!

Eu não costumo viajar muito, infelizmente, mas pelo menos uma vez por ano eu vou conhecer um lugar novo e sempre fico em pousadas, por que elas são mais baratas e mais intimistas também. E mesmo que os quartos sejam bons, que os banheiros sejam limpos e que tenha wi-fi disponível é o café da manhã que brilha na hora de fazer aquela resenha maneira pro lugar que me hospedou! Só de imaginar a fartura, as cores e os cheiros da primeira refeição do dia em um hotel eu já fico desejando viajar pra ter essa experiência!

Tomar café da manhã nunca foi um atrativo para muitos de nós, brasileiros, já que conheço muita gente que levanta e passa a manhã toda só de café preto, ou café com leite e um pão na chapa com manteiga. Eu lembro uma época negra na minha vida que eu só comia Nescau Barra depois de acordar, e a coisa mais decente que eu colocava na barriga, antes do almoço era um lanchinho qualquer de criança! Como meu pai deixava eu fazer isso?

tvde29-gif comendo

Pra que elegância, né?

Por isso o café da manhã de hotel é mágico porque faz com que a grande maioria que não tem os costume de se alimentar de verdade coma bem, e em uma variedade incrível. Eu mesma sou assim, viu, não que eu continue só comendo chocolate no café da manhã, mas minha refeição matinal se resume a duas torradas com manteiga, as vezes um queijo, leite puro ou chá, e… e é isso mesmo.

Os menus de café da manhã geralmente são constituídos de: bolos caseiros variados, vários tipos de frios (daqueles que chegam na nossa geladeira uma vez por mês apenas), vários tipos de pães, salsicha com molho, ovos mexidos, leite, café, frutas, tapiocas, chás, sucos de fruta natural, iogurte, granola, sucrilhos, biscoitos, bolachas, doces, geleias, o céu é o limite nas mesas!

Não consigo me lembrar qual foi o melhor café da manhã que eu já tomei, mas lembro que todos sempre são memoráveis. e quando não são é tão memorável quanto!

Uma coisa que eu queria muito é tomar o café da manhã japonês, que é muito mais reforçado do que eu imaginava. Pra você ter uma ideia tem arroz, sopa e peixe frito pros japas degustarem! Aqui em São Paulo tem alguns hotéis que servem esse tipo de cafe da manhã, mas você já imagina que o preço não deve compensar o passeio, né?! 🙁

Agora o que eu nunca vi foi hotel fazendo o cafe da manhã estilo picnic, seria legal começar o dia assim.

E você, adora café da manhã de hotel tanto quanto eu? Tem algum em especial que você lembra que deixou você com vontade de ter todos os dias?

Me sigaaaaa:

facebook.com/tvde29

instagram.com/jessica_torlezi

youtube.com/user/JES19141

Um pouco da Fest Comix 2016

Em 06.07.2016   Arquivado em Cotidiano, Favoritos

Mês passado teve a Fest Comix aqui em São Paulo e eu fui no domingo, ultimo dia da feira, e acabei filmando um pouco pra mostrar pra quem não pôde ir. E pra editar um vídeo por que nunca é demais, hihihi.

Essa foi a 22ª Fest Comix (tem quase a minha idade, dá pra acreditar?) realizada pela loja de quadrinhos Comix, e todo ano na feira tem a venda de todo tipo de quadrinhos e mangás com vários descontos, lançamentos, principalmente os nacionais, sessões de autógrafos (minha parte favorita), concurso de cosplay e tem uma área de artistas independentes super legal. O legal da feira é esse contato mais direto com os quadrinistas e com artistas novos, ilustradores super talentosos e com as editoras aqui do Brasil. Eu conheci vários ilustradores maravilhosos esse ano, dos quais eu nunca tinha ouvido falar (oi, Ricardo Lira, posso colocar você em um pedestal e deixar aqui em casa?) e conheci pessoalmente alguns deles que eu já conhecia, mas nunca tinha visto ao vivo (oi, 2 Minds, posso colocar vocês em um pedestal e deixar aqui em casa também?).

tvde29-fest

Prints: Sakura do 2 Minds, Menina do Eduardo Vieira e Ele do Ricardo Lira. Aprovados e amados!

Sem dúvida uma das coisas mais legais da feira é a parte gigante que fica separada na feira com descontos em muitos mangás, velhos e novos, e quadrinhos, velhos e novos. Eu não filmei lá porque a feira já estava no fim quando eu fui nessa parte e eu nem comprei nada por lá (eu ia pegar Orange, mas não tinha o volume dois que eu queria!). A parte que eu mais fiquei e mais gostei sem dúvida foi a Área dos Artistas, lá eu comprei alguns prints de ilustrações e dois quadrinhos que eu queria fazia tempo. Inclusive eu comprei a minha Plumba que eu tinha comentado nesse post /o/ \o\ /o/ <—– dançando.

tvde29-fest4

(Aff, olha o foco, Jéssica!) Finalmente minha Plumba!

tvde29-fest2

Edgar do Gustavo Borges

Eu não vou todos os anos na Fest Comix, mas eu digo que vale muito a pena, viu. Não posso comparar com a Comic Con Experience porque eu nunca fui nela, mas a proposta e o tamanho da Fest é bem diferente da Comic Con, então eu acho que nem merece a comparação. A Fiq (feira de quadrinhos de Belo Horizonte) é a que mais se aproxima, mas o brilho da Fest é justamente o grande acervo de quadrinhos vendidos com descontos.

tvde29-fest3

Autógrafo do Vitor Cafaggi <3

tvde29-fest6

Autógrafo da Eiko, minha linda <3

Autógrafo do Crumbim, meu lindo (só faltou do Pino) <3

Autógrafo do Crumbim, meu lindo (só faltou do Pino) <3

Você já foi na Fest alguma vez? Tem vontade? Já foi em alguma feira relacionada a quadrinhos? Beijos <3

facebook.com/tvde29

instagram.com/jessica_torlezi

Nove horas e Magenta King

Em 02.07.2016   Arquivado em Cotidiano, Favoritos

tvde29-9horas2

Eu acabai de acabar um quadrinho que levei um tempão pra terminar. Com pouco mais de 100 páginas, e algumas a mais de extra (eu amo extras, gente <3), Nove horas ou H9rs ou 9 Horas 😉 é um quadrinho de um artista que eu conheço a pouco tempo, mas já considero pacas: Magenta King.

Eu e o Magenta temos uma coisa em comum, que foi o que mais me chamou a atenção para o tipo de ilustração que ele faz, nós amamos o Japão! Ah, o Japão, caros colegas, eu moraria lá fácil fácil SE fosse fácil morar lá, o que não é, mas isso fica pra outra hora…

Em primeiro lugar nós temos que concordar que Magenta King é um nome muito legal e que se ele não tivesse sido mais criativo primeiro que eu, com certeza eu usaria esse nome. Pensei em colocar Ciano Queen, mas eu nem gosto tanto de ciano quanto eu gosto de magenta. E onde eu usaria esse nome não sei já que tudo que eu faço assino com meu nome de nascimento mesmo :p

Menino Magenta é na verdade Rodrigo Ciola Solsona, que também é um ótimo nome, mas seu pseudônimo é muito mais legal, vamos combinar. Ele é um ilustrador foda, designer e um chuchuzinho de professor lá na Quanta (um dia eu acho que vi a aula dele sem querer, e nem sabia que era ele ainda por cima!).

tvde29-9horas3

Quando meu namorado comprou 9 Horas e eu vi aquela capa, bateu aquele reconhecimento, não só porque eu já tinha visto a arte da capa nos Google da vida, mas porque tinha todos aqueles elementos gráficos que representam o meu país favorito: hashis, bento, ideogramas, simbolo do Iene (moeda japonesa) e o estilão do traço solto, mas ao mesmo tempo bem colocado, dele. Eu sabia que o que eu tinha em mãos era um quadrinho que tinha majestade, haha. A proposta era de misturar um diário de viagem com ficção, e eu gosto muito de diários de viagem desenhados, me trás um sentimento diferente de quando é só uma coisa escrita, sabe, fica mais pessoal, e eu adoro ficção, então não tinha como sair errado a mistura disso tudo. Mas no fim a minha expectativa foi vencida!

Calma, não estou falando que o quadrinho é uma total lambança que deve ser evitada, longe disso, se você gosta do Japão tanto quanto eu garanto que você vai amar esse quadrinho por que ele é feito para nós! O problema é que a cada página a minha expectativa era mais e mais vencida…

Tá, deixa eu explicar o que é de fato 9 Horas, pra você entender que na verdade eu entendi o conceito errado e fui esperando ler uma coisa que nunca foi prometida de fato.

tvde29-9horas4

Fofis <3

9 Horas foi um projeto financiado no Catarse com sucesso lá em Outubro de 2015 (queria ter participado, droga). O senhor Magenta e a senhora Magenta (desculpa, eu não sei o nome dela não, haha) realizaram o sonho de viajar para o Japão depois de 15 fucking anos, e ele acabou tendo a ideia de registrar esses momentos mágicos fazendo um quadrinho (que no futuro eu espero realizar, mas quem vai desenhar vai ser o senhor namorado e não eu, claro) como um diário de viagem, mas que contasse uma historia fantástica digna dos nipônicos. A sinopse é essa:

9 Horas (9時間é um álbum de história em quadrinhos, que conta a aventura de K e M. Ele é um ilustrador, e ela, uma designer. Durante sua primeira viagem pela Ásia, o casal se vê perdido num lugar estranho, tendo que enfrentar perigos criados por um antigo deus do caos, um Tengu. Ao passarem a primeira noite no hotel cápsula do aeroporto, a aventura surreal começa. Eles são jogados em versões paralelas de Tóquio a cada 9 horas, e perseguidos por criaturas da cultura pop e da mitologia japonesa. As realidades vão se entrelaçando e se confundindo mais e mais, até que eles chegam na fase final, onde terão que enfrentar o maior desafio de todos.
Como em todo jogo, cada ação tem recompensas e custos, e no final da corrida, algo grande e totalmente inesperado os aguarda.

Não quero contar a trama pra não estragar a surpresas caso vocês queiram ler depois. O negócio é que nem eu nem meu namorado tínhamos muita informação sobre o quadrinho e agente ficou com a falsa sensação de que teria muito mais coisas reais com toques de ficção, mas o álbum é o contrário. Mal pelo vacilo!

Em momento algum 9 Horas deixa a desejar como quadrinho a história é legal, tem bons enquadramentos (gosto quando eles fogem do padrão), tem páginas que fogem do tradicional, como sktches soltos pela página e uma coerência não coerente que é o tom do álbum todo.  Mas ainda assim não chegou a me atrair 100 por cento pra narrativa, já que o que eu esperava e queria mesmo eram os relatos, os sentimentos, e até o que eles comeram naquela viajem. E que fique aqui registrado meu pedido de que dá próxima vez que o Magenta King for ao Japão faça vários de seus esboços sujos e que tanto agrada meus olhos (o talento desse moço é ó…) no formato de um diário de viagem mesmo.

tvde29-9horas5

Todos deviam fazer extras no final do quadrinho

No fim deu pra notar que o problema sou eu e não o quadrinho em si. E caso você queira tirar a teima e ler essa obra de ficção antes que um Tengu apareça você pode comprar ele online pela Ugra, ou caso você seja de São Paulo você pode dar uma passada na Gibiteria e conversar com o seu Otávio que ele é muito fofo e manja muito de quadrinhos!

Me diga, já leu algum dos quadrinhos do Magenta King? Conhecia o trabalho dele? Beijos!

facebook.com/tvde29/

Página 4 de 161 ...12345678... 16Próximo